Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

BEIJO TEU

Não preciso ver
Para (te) sentir
Porque só ser
Já é existir.
E cada beijo teu
É declaração
É amor, é céu
É realização.
Não preciso ter
Para (te) possuir
Porque te querer
É já prosseguir.
E cada beijo trocado
É bem-estar
É céu iluminado
Luar…
Não preciso vencer
Para ganhar
Porque (te) viver
É já amar!
E cada beijo que me dás
É alimento
É paz
Puro sentimento!

Poesias de Terra e de Mar por  Sandra Fernandes
Mensagens recentes

O RESPEITO PELA VIDA

A vida tem milhões de faces, milhões de formas, milhões de sabores.
Ela apresenta-se das mais inesperadas formas e nos lugares mais improváveis.
Desde a bactéria à maior baleia do oceano, a vida prova que está presente em tudo o que se passa.
Quando percebemos que todas as vidas têm o mesmo valor do que a nossa, a nossa vida passa a ser muito mais valiosa. Descodificamos mais mistérios e valorizamos mais o tempo.
Do mesmo modo que a vida chega num repente, também se esgueira de forma sorrateira.
Para alguns, quando chega, é um problema, para outros, uma bênção… Eu sempre me sinto abençoada perante as faces da vida. Eu sou fã dela. Eu sempre opto por a defender… Mas a vida tem livre arbítrio, tem capacidades mágicas, tem capacidades exclusivas. Escolhe onde e com quem quer ficar. Escolhe quando chega e quando parte. É dona do seu tempo e dos seus portadores.

A vida tem milhões de faces, milhões de formas, milhões de sabores.
Saber viver é também ter a capacidade de respeitá-la, dar-se sem res…

Gosto de ser a madrugada

Gosto de ser a madrugada que irrompe devagar E no silêncio gera sonhos apetitosos Que aos poucos faz a luz do novo dia chegar E produz sons naturalmente prazerosos… Gosto de ser a madrugada que se orvalha E o rasgar dos dias misteriosos que se avizinham Gosto de ter no corpo o calor de uma fornalha A incendiar o corpo escaldante que no meu se aninha… Gosto de ser a madrugada da ilha  E albergar nos meu braços montanhas e ondas de mar Gosto de ser a estrela guia que brilha  e ser madrugada para amar…


Sandra Fernandes
5junho18 (Foto retirada da Net)

Alguns dias nascem cinzentos

Alguns dias nascem cinzentos E  pintam de escuro o viver E nem com eficazes unguentos Eliminam de nós uma teimosa vontade de perecer…
A tristeza vem sorrateira e apodera-se das nossas energias Deixando-nos petrificados Envenena -nos as almas, deixando-as vazias e os olhos tornam-se castelos inabitados...
E tudo em nós perde valor Deixa, simplesmente de brilhar E aos poucos deixamos de ser amor Deixamos de saber como é amar…


Erguer a cabeça

Janeiro tem...

Janeiro tem o cheiro do teu desejo da tua cobiça da tua vontade tem ainda risadas  e palavras trocadas vontades repartidas... Janeiro tem o teu cheiro tem gosto a corpo suado tem linhas de desejos versos e versos de beijos janeiro é um mês apaixonado... Janeiro traz me música à  recordação conta-me sonhos  traz nevoeiro olhos risonhos paixão.