sexta-feira, 29 de junho de 2012

Só por dentro


Muitos te acompanharão
no percurso da vida tua,
mas tem horas que a solidão
será mais feiticeira do que a lua.

É como se tuas entranhas
se revoltassem sem remissão
e se apoderassem de ti forças estranhas
que cessam a atividade do teu coração.

Muitos te acompanharão
Carregando na alma o mesmo lamento
tanta tristeza e a maldição
de viverem só por dentro…

Páginas das nossas vidas



Nascemos rodeados de gente que nos mima, 
que nos cuida e nos adora.
O tempo vai passando, a vida seguindo em frente
e quando reparamos já somos adultos 
e dizemos que já temos a vida feita.

Criamos os filhos, fomos presenteados com os netos
e tudo na vida abranda de ritmo.
Os dias são vividos entre o semear das memórias
e o colher das alegrias que a vida nos vai propondo.

A força dos braços já não é mais a mesma 
mas a intensidade dos abraços é reforçada.
O amanhecer é mais dourado
e as noites mais nostálgicas...

Aqui, continuamos a escrever a história das nossas vidas.
Partilhamos memórias e vivências, lágrimas e crenças
e passamos o tempo com utilidade e satisfação.
Aqui, fazemos de cada dia um pedaço de vida intensa,
onde somos todos iguais, quer na saúde quer na doença.

Somos fé e história, somos afetos e esperanças.
Aqui somos como livros exclusivos tornados especiais.
Aqui estamos acolhidos e acarinhados.
Aqui somos convívio, somos crianças!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Basta amar


Numa barraca de palha construiria um lar
Apenas com a força de minhas pernas e meus braços
pois, para dar vida ao amor basta amar
e nada é mais seguro do que o afeto e os seus laços.

Era uma vez



Era uma vez um homem
com rosto de miúdo e alma de anjo
que vagueava pelas ruas lutando sozinho.
Levava consigo guardado o sonho de ser feliz
e o medo das lutas, das afirmações…
…a incerteza da mudança.
Através da vida percebeu
que o segredo mais valioso
está na força do homem corajoso
que luta para salvar o amor
revigorando suas palpitações,
ouvindo seu coração de criança!

Era uma vez um homem que ousou gritar
a voz do seu apaixonado interior;
desafiou o querer das suas entranhas,
ousou amar…
Foi mais homem, do que outrora pensou conseguir ser!
Despiu armaduras de solidão
Enfeitou-se de sorrisos e ondas de luar
e hoje é mais homem por ser mais coração,
deixou as armas do passado enferrujar.
Este homem caminha de cabeça erguida,
olha o sol e sorri, vê a lua e viaja serenamente.
Faz das marés, carregadas de abraços e de vida,
a sua paz ,e desta paz , alimenta-se condignamente.

Este homem é aquele que ousa amar
e que veste a honestidade dos seus sentimentos!
Este homem é o que qualquer mulher sonha encontrar
para com ele viver , na sua vida, todos os momentos!

Até adormecer



Hoje tomou conta de mim uma dor
que me atormenta a mente e me sufoca o coração;
uma sensação aflitiva e repetida,
que me arrepia a pele e me congela a vida.


Hoje, eu acordei com um pesadelo me agoniando
com a constância da tristeza me provocando
…caminhei como se nada se passasse …
Mas, hoje eu sou um só pedido
preciso de um sussurro firme ao ouvido,
preciso com urgência de um corpo que me abrace …

Hoje não há sol que me aqueça,
nem mar que me engrandeça,
quero apenas ficar sem ver,
chorar quieta e serena
até adormecer…

Hoje não é já tempo passado
mas minha memória tem rebuscado
tantos momentos que me completam,
porque eu sou hoje cinzas de ontem que meu corpo queimou
sou tudo aquilo que meu ser passou,
todas as coisas que me aquietam .

Hoje sou uma semente menor
que tenta germinar sem dor
sem cicatrizes nem mazelas ;
hoje queria ser imensamente veloz
solta e livre como a voz
e ágil como as elegantes gazelas.


Hoje tomou conta de mim uma dor
que eu não quero nem sei explicar
mas que se rende ao amor
que se cura ao amar…
Hoje não é ainda manhã futura
e enquanto não finda minha amargura
vou me confortando , me reerguendo…

… hoje uma dor me delapidou vilmente
troçou de mim descaradamente,
não se compadeceu vendo que eu estava sofrendo…