quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Vento



Saí nua
P’rá rua
e deixei-me varrer pelo vento
(em pensamento) …
Varreu de mim (ferozmente)
o conteúdo da minha mente
os poemas, os versos
as partidas, os regressos…
Levou-me sem destino, varrida
apagou as linhas da minha vida…
Fiquei vazia, inerte… a levitar…
Precisava… descansar…




quinta-feira, 19 de setembro de 2013

A pensar em ti

 
 
Fui apanhada... a pensar em ti
de bochechas rosadas
e mãos geladas
sorri!
Estava como aqueles pássaros empoleirados
a ver o azul do céu, que eu pintei,
enquanto em ti pensei
por momentos (encantados).
Fui apanhada... a pensar em ti
e nos momentos valiosos construídos,
e nos poemas lidos
que vivi...

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Céu-da-boca








Não há no mundo melhor sabor
do que o sabor da boca amada
nela saboreamos gotas de amor.
Sacia-nos!Não precisamos de mais nada.

Beijá-la é como mergulhar
numa lagoa de relaxantes águas
que nos enche de luar
e purifica-nos das mágoas.

Beijar-te é como comer-te
ou como tocar,com os dedos,o brilho da lua,
beijar-te é viver-te,
é possuir o céu-da-boca tua…

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Chuva gelada



Depois da chuva gelada que beijou a terra

e saciou as plantas

chega o sol, a luz, o calor.

Depois da mágoa, do sofrimento, da guerra

há que reerguer o espírito

remendar o coração, produzir amor…



O tempo passa

a vida avança

o mundo gira continuamente…

O tempo passa

a alma amansa

a alma sente…



Depois da chuva gelada que o céu verteu

toda a natureza é renovada

secámos as lágrimas que no olhar choveu

e continuamos a caminhada…

ressuscitamos um coração que morreu

nas gotas da chuva gelada.



O tempo passa

a vida avança

o mundo gira continuamente…

O tempo passa

a alma amansa

a alma sente…

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Outono



Saudades do frio invernoso,suave,
e das tuas carícias eternas,
frio que faz de ti uma ave,
abrigando-se no ninho:as minhas pernas.

Saudades da dança das folhas caindo
decorando o chão com tons de terra,
e nos céus os pássaros partindo
em busca de abrigo na serra…

Saudades de sentir a pele arrepiada
para de seguida, por entre saliva e suor,
ser intensamente incendiada
e viver um Outono de amor…


segunda-feira, 2 de setembro de 2013

É tempo de avançar



É tempo de avançar

de crescer

de continuar.

É tempo de conquistar

de agradecer

de abraçar.



Agora é tempo de seguir em frente

numa estrada diferente!



Mas é sempre tempo de recordar

quem gostámos

respeitámos

e nos fez sonhar!



É tempo de avançar

conhecer novos amigos

enfrentar novos perigos

caminhar!



Agora é tempo de aprender

viver a vida, crescer!



Agora é tempo de avançar

mas é sempre tempo de dizer com emoção

que guardámos, em nós, pessoas especiais,

(pessoas que nos fazem avançar mais)

dentro do nosso coração!