quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Meu Natal


 Tu és o meu Natal
O meu menino de Belém
A minha lareira de calor
O meu presente amor
A estrela guia do além.

Tu és a minha consoada
O meu frio de magia
A minha madrugada
A minha noite todo o dia…

És o meu bolo de frutas cristalizadas
Uvas passas, nozes, vinho do Porto
És doce, és as doze badaladas
És o meu presépio de conforto.

Tu és o meu Natal
Que me envolve em nobreza.
És o meu amor especial

O teu amor é a minha verdadeira riqueza.